lixo do mar

tem mãe que guarda o umbigo do filho, mal nasce fica esperando que um pedaço de seu corpo caia, separe. a empregada lhe contou que a mãe dele jogou o seu na lixeira. ainda hoje certo de a lixeira estar vazia e violada a espia inúmeras vezes, mesmo antes da viagem para a rede (fica passando o dedo no buraco vazio) amarrada na árvore. a única árvore crescida da ilha, o adubo foi trazido nas ondas. se alguém fala: pare com isso, ele responde: eu não tenho umbigo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s