fiapos

abre a porta de casa pela manhã, coloca uma lixeira destampada em cima do muro. fora um bilhete colado “favor não mexer”. evidente ninguém enfia a mão, olhos inquietos suspeitam adivinhação. criança escapole a pulguice: o que é isso? indisperdiçável sandice responde – destranquei as gavetas, pus os diários a tomar sol, meus fiapos. qualquer dia um atrevido faz arte de mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s