Um celebrar

Estranhamente aquele ambiente dinamizou-se. Era dia de festa, mas a festa não estava, não acontecia. Sons truncados trançavam entre os ouvidos. Os rostos eram serenamente felizes. Todos, sem exceção foram ao encontro de uma última satisfação, atestando o desejo de estenderem os momentos para mais outros, futuros. Intencionalmente os olhos não liam, escreviam começos, inícios de estórias que queriam ser narradas juntas. A polidez dos sorrisos testemunhava um “quê” de abertura. Um dos dez encarregou-se de deixar a porta levemente aberta, já que todos em unânime a viam assim, mas o autor ninguém viu quem foi, e ninguém se importou em pesquisar. Num acordo de silêncios as aproximações eram apenas para deixar claro e rasgado o que já estava impresso, rasgar era um ato de firmar o que já se sabia de cor. As sensações tão diversas eram geradas da mesma paixão, traduzidas em epifanias, que por si só inexplicáveis: mãos trêmulas, lágrimas incontidas, papéis chamando no meio da noite para serem escritos, é mesmo! até os papéis ansiando pelas palavras sussurradas nos sonhos; e a voz alta discursando textos escritos há anos? como se fossem lidos pela primeira vez? na insistência de eternizar momentos de suspensão, e fazer vibrar o eco em qualquer um que esteja ao lado.  Uma paixão em conflito de personagem, em definir-se entre sujeito e objeto; à procura da verossimilhança, um corpo descoberto que expulsa a bílis, para estar nu por dentro e por fora, também é o que reclama de fome, fome de criar estórias. Foi por isso, essas as frases contidas em cada diálogo: “gostei muito do que você escreveu!”, “você vai continuar, né?”, “eu quero ler mais escritas suas,”, “a gente vai se falando…” Sim. Foi por isso que aconteceu assim tão estranhamente aquela última aula do nosso curso de Escrita Criativa, em que a literatura expôs em apenas um encontro seus tantos tempos, e  que bom você veio aqui. Eu só precisava celebrar o que gostei muito! Sabe como é, eu precisava contar.

Gerusa Pedreira e Silva

Anúncios

Um comentário sobre “Um celebrar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s