Susto

Num segundo,

de repente,

sem aviso.

O coração é expulso de seu aconchego.

Vai parar na boca,

espreme tudo o que lá encontra.

Um grito !

Aquele … que estava guardado pra uma hora dessas.

Em seguida,

palavras pequenas e soltas e silenciosas,

como um debulhar de milhos.

E o riso,

Nervoso e desajeitado.

Alívio.

É o coração voltando ao seu lugar.

Bem devagar.

Gerusa Pedreira e Silva

Anúncios

Um comentário sobre “Susto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s