Lambendo o prato

E quando a gente se atreve a olhar para o futuro,

de um jeito diferente .

Não aquele plausível, possível, palpável.

Mas o outro, o quase inatingível.

Daqueles que seus olhos precisam se arregalar

para caber tudo o que tem dentro !

Num instante : uma interferência.

E você volta para o hoje, o agora.

O pequeno está presente. Ele senta em seu lugar. O real.

Ah, não.

O passado e o futuro estão se olhando.

No passado eu era apenas uma criança.

Mal sabia falar, mostrando apenas o que queria.

E que tomou lugar do adulto,

com tantas habilidades e conhecimentos.

Comecei fazendo só que eu sabia : brincar.

Olhando apenas para o que eu queria,

muitas vezes minha camisa ficou até do avesso.

O início foi o básico,

a rotina de acordar, escovar os dentes e … representar.

Isso mesmo.

Representar . Tornar presente.

Então, agora, espera.

Quero lamber meu prato até o fim.

Gerusa Pedreira e Silva

Anúncios

4 comentários sobre “Lambendo o prato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s