Correr no escuro

Correndo,

seguindo sempre em frente

ainda escuro.       

Só pode ver quem está acordado :

qualquer luz brilha no escuro.

Privilégio da noite é

perceber uma luz tão pequenina,

brilhando e desvendando

a dimensão do digno de ser visto.

E assim, posso sentir o

Inefável

Como o moleque e o leque , espirrando felicidade*

Como o bilhete, desejando-me bom dia

Como a bolha de sabão colorida, fazendo-me desmanchar

Como o barulho do sono de um filho, convidando-me a entrar.

*(Marson Guedes em : O moleque e o leque)

Gerusa Pedreira e Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s